Leia este artigo em:

Efeito do sexo e da lisina na dieta sobre o rendimento, o soro e as características da carne em porcos de engorda

A restrição de lisina na dieta durante a fase de engorda prejudicou o crescimento e não aumentou a deposição de gordura na carcaça, ainda que tenha tido efeitos positivos na proporção de gordura intramuscular da carne de porco.

4ª feira 11 Maio 2016 (há 2 anos 7 meses 3 dias)

Um total de 160 porcos Duroc×(Landrace×Large White), 50% machos castrados e 50% nulíparas, de 28,3 ± 4,52 kg de peso vivo (PV) foram utilizados para estudar o efeito da restrição de lisina (Lys) na fase de engorda, sobre o crescimento, o soro e os parâmetros de qualidade da carcaça e carne. Da dieta durante a fase de crescimento (de 30 a 90 kg PV) foi ligeiramente restringido o fornecimento de Lys (7,8 g de Lys digestível ileal standartizada (DIE)/kg) de acordo com os resultados de um estudo anterior. Durante a fase de engorda (de 90 a 130 kg PV), foram testadas quatro dietas experimentais com conteúdos de Lys SID decrescentes (6,3, 5,6, 4,2 e 3,2 g/kg). Cada um dos oito tratamentos (cada sexo × 4 níveis de Lys) foi replicado cinco vezes. Cada réplica consistia num curral com quatro porcos alojados em grupo. Os animais foram abatidos quando chegaram aos 129 ± 2,59 kg e as características da carcaça e da carne foram avaliadas.

Não foi observada nenhuma interacção significativa entre o sexo e a dieta. Durante a fase de engorda, os machos castrados cresceram mais rápido e comeram mais ração, mas tenderam a ser menos eficientes que as nulíparas. A restrição de Lys afectou linearmente todos os parâmetros produtivos, o ganho de PV e a ingesta de ração diária diminuiu e o índice de conversão aumentou. Além disso, a concentração de ureia no soro no matadouro tendeu a ser maior nos machos castrados que nas nulíparas e reduziu-se quadraticamente com a restrição de Lys na ração. As carcaças dos porcos castrados tiveram maior espessura da gordura dorsal e menor peso dos principais cortes magros (presunto + paleta + lombo) que as das nulíparas. A restrição de Lys durante a engorda diminuiu o rendimento da carcaça (quadrática) e o peso dos principais cortes (linear). O sexo e a dieta tiveram um efeito limitado sobre as características da carne, a restrição de Lys diminuiu quadraticamente a proporção de proteínas e aumentou linearmente o conteúdo de gordura intramuscular.

Em conclusão, a restrição de Lys na dieta durante a fase de engorda prejudicou o crescimento e não aumentou a deposição de gordura da carcaça ainda que possa ter tido efeitos positivos na proporção de gordura intramuscular da carne de porco.

J. Suárez-Belloch, J. A. Guada and M. A. Latorre. Effects of sex and dietary lysine on performances and serum and meat traits in finisher pigs. Animal, Volume 9, Issue 10, October 2015, pp 1731-1739.
DOI: http://dx.doi.org/10.1017/S1751731115001111

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags