Leia este artigo em:

Stress por calor durante gestação na composição corporal e parâmetros metabólicos da descendência

O objectivo deste estudo foi testar a hipótese de que o stress por calor durante o desenvolvimento gestacional altera o crescimento pós-natal, a composição corporal e a resposta biológica em porcos.

4ª feira 17 Agosto 2016 (há 1 anos 6 meses 5 dias)

O objectivo deste estudo foi testar a hipótese de que o stress por calor (HS, pelas suas siglas em inglês) durante o desenvolvimento gestacional altera o crescimento pós-natal, a composição corporal e a resposta biológica a condições de HS em porcos.

Para o investigar, 14 primíparas cruzadas foram expostas a um dos quatro tratamentos ambientais (TNTN, TNHS, HSTN ou HSHS) durante a gestação. As mães TNTN e HSHS foram expostas a condições térmicas neutras (TN, 18–22°C cíclico) ou de HS (28–34°C cíclico) durante toda a gestação, respectivamente. As mães que foram atribuídas aos tratamentos HSTN e TNHS foram expostas a HS durante a primeira ou segunda metade da gestação, respectivamente. A descendência foi exposta a um dos 2 ambientes térmicos de duração aguda (24 horas) ou crónica (cinco semanas) com ambiente constante TN (21°C) ou HS (35°C).

A exposição a HS crónico durante a fase de crescimento resultou numa diminuição da área transversal do músculo Longissimus dorsi (LDA) nos animais procedentes das mães HSHS e HSTN enquanto que LDA foi maior na descendência de porcas TNTN e TNHS. Independentemente do HS durante o crescimento pós-natal, os porcos de mães que experimentaram HS durante a primeira metade da gestação (HSHS e HSTN) tiveram um aumento da espessura da gordura sub-cutânea (13,9%) em comparação com os porcos de mães expostas a condições TN durante a primeira metade da gestação. Esta divisão metabólica tendente a um aumento da deposição de gordura em porcos de mães expostas a HS durante a primeira metade da gestação foi  acompanhada de concentrações de insulina no sangue elevadas (33%).

Estes resultados demonstram que o HS durante a primeira metade da gestação alterou os parâmetros metabólicos e de composição corporal durante o posterior desenvolvimento e as respostas biológicas em futuras exposições a HS.

Rebecca L. Boddicker, Jacob T. Seibert, Jay S. Johnson, Sarah C. Pearce, Joshua T. Selsby, Nicholas K. Gabler, Matthew C. Lucy, Timothy J. Safranski, Robert P. Rhoads, Lance H. Baumgard, Jason W. Ross. Gestational heat stress alters postnatal offspring body composition indices and metabolic parameters in pigs. PLoS One. 2014; 9(11): e110859.
Doi:10.1371/journal.pone.0110859

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags