Leia este artigo em:

Pegada hídrica e de carbono na cadeia de abastecimento de carne de porco na Catalunha

Foi desenvolvida e aplicada nas empresas catalãs representativas na produção de carne de porco uma nova ferramenta sistemática para avaliar a pegada de carbono (CF) e a pegada hídrica (WF).

4ª feira 9 Novembro 2016 (há 1 anos 3 meses 9 dias)

Foi desenvolvida e aplicada nas empresas catalãs representativas na produção de carne de porco uma nova ferramenta sistemática para avaliar a pegada de carbono (CF) e a pegada hídrica (WF).

Para isso, foi realizada uma avaliação ambiental do início ao fim por meio da metodologia do ACV, tendo em conta todas as etapas da cadeia da carne de porco, desde a produção de rações à transformação de produtos finais, prontos para a ditribuição. Sobre esta perspectiva, os resultados ambientais foram reportados em base a 8 unidades funcionais diferentes (FUS) de acordo com os principais produtos de porco obtidos, com o objectivo de garantir a fiabilidade dos resultados e facilitar a comparação com outros relatórios disponíveis, as Regras de Categoria de Produto (RCP) para o sector da carne de porco catalão também foram desfinidas como base para os cálculos.

O resultados da caracterização mostram a produção de ração como o principal contributo para as cargas ambientais a nível mundial, com aportes superiores a 76%, independentemente do indicador de meio ambiente ou a etapa do ciclo de vida considerado, o qual coincide com outros dados publicados. Em contraste, os resultados em termos de CF e WF são superiores aos intervalos de valores reportados em outras publicações. No entanto, as principais discrepâncias devem-se principalmente às diferenças nos critérios de atribuição dos co-produtos. Neste sentido, a atribuição económica/física e/ou ampliação do sistema foram consideradas maioritariamente na literatura. Pelo contrário, não foi consideradas adequada a atribuição, neste estudo, de acordo com as características das indústrias e dos produtos objecto de avaliação. Assim, os maiores efeitos caem sobre o produto principal, que deriva em cargas ambientais comparativamente mais altas.

Finalmente, devido à relevância da produção de ração nos resultados gerais da avaliação, são propostas estratégias para reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEI) assim como o uso de água associados a esta etapa, na cadeia de abastecimento de carne de porco.

Isabel Noya, Xavier Aldea, Carles M. Gasol, Sara González-García, Maria José Amores, Joan Colón, Sergio Ponsá, Isabel Roman, Miguel A. Rubio, Eudald Casas, María Teresa Moreira, Jesús Boschmonart-Rives. Carbon and water footprint of pork supply chain in Catalonia: From feed to final products. Journal of Environmental Management, Volume 171, 15 April 2016, Pages 133–143.
doi:10.1016/j.jenvman.2016.01.039

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags