Leia este artigo em:

Temperatura rectal antes do abate como indicador da qualidade da carne de porco

Este estudo investiga se a temperatura rectal dos porcos, antes do abate, pode dar uma indicação do risco de desenvolvimento de carnes com características PSE (carnes pálidas, moles e exsudativas).

4ª feira 1 Junho 2016 (há 1 anos 10 meses 23 dias)

Este estudo investiga se a temperatura rectal dos porcos, antes do abate, pode dar uma indicação do risco de desenvolvimento de carnes com características PSE (carnes pálidas, moles e exsudativas).

Verificou-se a temperatura rectal de um total de 1203 porcos precisamente antes do atordoamento. A 794 destes animais também se viu a temperatura rectal imediatamente após o atordoamento. Mediu-se o pH30LT (M. Longissimus thoracis) e a temperatura da perna (Temp30Ham) de aproximadamente 530 carcaça, 30 minutos depois.

Os resultados apresentam uma correlação linear positiva significativa entre a temperatura rectal precisamente antes e após o abate e a Temp30Ham. Por outra lado, o pH30LT está negativamente correlacionado com a temperatura rectal e a Temp30Ham. Finalmente, estabeleceu-se um modelo misto linear para pH30LT com a temperatura rectal dos porcos antes do abate e o tempo de estabulação. Este modelo define que a medição da temperatura rectal dos porcos precisamente antes do abate permite descobrir características PSE na carne de porco, tendo em conta as condições prévias ao abate.

L. Vermeulen, V. Van de Perre, L. Permentier, S. De Bie, R. Geers. Pre-slaughter rectal temperature as an indicator of pork meat quality. Meat Science, Volume 105, July 2015, Pages 53–56. doi:10.1016/j.meatsci.2015.03.007

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags