Cotação a subir, pesos a descer, mercado fluido: eis a situação do mercado do porco em Portugal

Mais uma forte subida de 0,10€/kg carcaça na cotação dos porcos na segunda quinzena de Junho ocorreu na Bolsa do Porco, passando esta para 1,771€/kg.

6ª feira 1 Julho 2016 (há 3 anos 5 meses 10 dias)
gosto

1 de Julho de 2016

Mais uma forte subida de 0,10€/kg carcaça na cotação dos porcos na segunda quinzena de Junho ocorreu na Bolsa do Porco, passando esta para 1,771€/kg. O total da subida em Junho foi de 0,19€/kg e no total das 10 semanas que a cotação já subiu, a subida é de 0,531€/kg carcaça. Ou seja, para um porco de 80kg de carcaça, os suinicultores recebem mais 42,00€.

O mercado anda fluido e com falta de porcos. Estes são mais procurados e os pesos têm-se reduzido com algum significado.

Em Espanha, em função da forte procura de porcos para abate, os pesos já desceram cerca de 5kg em média e há mais procura de porcos para abate do que aqueles que são oferecidos por parte dos produtores e das grandes integrações.

O total da subida nesta quinzena foi de 0,072€/kg PV (cerca de 0,096€/kg carcaça) ficando a cotação em 1,28€/kg PV (cerca de 1,707€/kg carcaça).

A indústria espanhola continua a vender grandes quantidade de carne para a China. Toda a carne que se encontrava congelada no país vizinho já foi escoada e agora sai apenas carne fresca e refrigerada. OS stocks estão num nível bastante baixo.

Todos estes indicadores são bons para o mercado actual e para o futuro do próprio mercado do porco, quer espanhol (e o português por “tabela”) quer europeu.

A Alemanha também subiu com significado a sua cotação. O total da subida foi de 0,09€/kg carcaça, fixando-se a cotação em 1,60€/kg. Os pesos voltaram a descer e estão ao nível dos pesos do ano passado. Os abates têm sido inferiores aos das semanas precedentes por haver menos porcos para abate, já que a procura tem sido muito superior à oferta de porcos.

As vendas de carne para Países terceiros continuam em bom ritmo e a tendência é para que os consumos internos possam aumentar nas próximas semanas já que o tempo melhorou e haverá condições para os tradicionais churrascos, antes que os alemães vão de férias. Boas perspectivas, portanto.

Nesta quinzena, tanto a Holanda como a Bélgica subiram as suas cotações. A Holanda teve uma subida espectacular de 0,15€/kg carcaça para os 1,62€/kg carcaça e a Bélgica subiu 0,06€/kg PV para 1,12€/kg PV. O mercado da carne está a funcionar em pleno e a procura de porcos, quer internamente nestes dois países, quer por parte dos matadouros alemães tem sido forte.

A Dinamarca também voltou a subir a sua cotação esta quinzena em apenas 0,03€/kg carcaça, fixando-se em 1,37€/kg carcaça.

Em França a cotação voltou a subir 0,073€/kg carcaça, fixando-se a cotação e 1,399€/kg carcaça. Os abates continuam em bom ritmo e os pesos baixaram 400gr, estando agora nos 93,5kg carcaça, o peso mais baixo do ano. Boa fluidez no mercado francês que deverá ser ainda mais ajudada pelo enorme número de visitantes que este país vai tendo devido à realização do Euro 2016, se bem que a exportação seja superior ao consumo interno, segundo informa o MPB.

O mês de Junho foi muito bom e espera-se que o de Julho possa ainda permitir algumas subidas nas cotações europeias e, consequentemente, na cotação Nacional. A partir de agora são esperados bastantes turistas em Portugal e este dado costuma ser muito positivo para o consumo interno de carne de porco.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags