Estabilidade na cotação portuguesa será prenúncio da esperada subida?

Após a forte queda de 0,19€/kg carcaça verificada no mês de Outubro, a descida de início de Novembro foi mais suave, tendo-se fixado em 0,03€/kg carcaça (cotação em 1,606€/kg)

6ª feira 18 Novembro 2016 (há 2 anos 8 meses 5 dias)
gosto

18 de Novembro de 2016

Após a forte queda de 0,19€/kg carcaça verificada no mês de Outubro, a descida de início de Novembro foi mais suave, tendo-se fixado em 0,03€/kg carcaça (cotação em 1,606€/kg), o que indica que o mercado caminha para a estabilidade esperando-se que, a partir de agora possa haver alguma retoma nas cotações.

Apesar da cotação da Bolsa, os preços pagos aos suinicultores são bastante inferiores à cotação, havendo informações de que há matadouros que pagam porcos ao preço médio de 1,34-1,36€/kg carcaça). A existência de diferenciais entre a cotação da Bolsa e o preço realmente pago pelo matadouro é uma situação recorrente e que prejudica bastante os produtores.

Em todo o caso, o mercado nacional vai “rolando” e com a boa climatologia os porcos têm crescido bem que a somar-se a redução dos abates de dia 1 de Novembro, trouxe uma subida dos pesos dos porcos.

Aumentos de peso dos porcos ocorreram um pouco por todos os países europeus nesta quinzena. A boa climatologia aliada a uma boa qualidade das rações têm implicado um bom crescimento dos porcos, fazendo elevar os seus pesos. Se juntarmos a isto, o facto de ter havido feriados nesta quinzena um pouco por toda a Europa, está explicado o aumento (que nalguns casos foi de 1kg numa semana, no caso de Espanha) dos pesos em vivo e em carcaça.

Nas próximas semanas espera-se que o ritmo de abates regresse ao normal, já que o calendário não apresenta feriados, já que começa a aparecer alguma retoma das compras chinesas na U.E. e também porque os stocks de carne de porco existentes no frio estão ao seu nível mais baixo.

Os matadouros têm a percepção que o preço poderá ter atingido o seu nível mais baixo para os próximos meses e precisam de repor stocks, sendo que para isso necessitam aumentar abates. Este previsível aumento da procura deverá permitir uma certa estabilidade nas cotações para as próximas semanas, estabilidade essa que deverá anteceder uma esperada recuperação.

Em relação aos mercados europeus, houve algumas divergência de comportamentos entre os países do Centro-Norte da U.E. e os países do Sul, principalmente a Espanha tendo aqueles mantido a cotação e este descido.

Assim, a Espanha desceu a sua cotação 0,048€/kg PV (- 0,064€/kg carcaça) na primeira quinzena de Novembro fixando-se a cotação em 1,132€/kg PV (cerca de 1,509€/kg carcaça). Os porcos subiram cerca de 2,2kg em peso vivo, estando agora com pesos idênticos aos do ano passado na mesma altura.

Esta situação em Espanha, e apesar da estabilidade nos restantes países do Norte da Europa, poderá servir como factor desestabilizador do mercado Europeu, o que poderá implicar alguns ajustes, em baixa, dos preços desses países, principalmente da Alemanha.

A Alemanha, contrariando o que se passou em Espanha, acabou por manter a sua cotação nesta primeira quinzena de Novembro (1,52€/kg carcaça). Isto apesar da oferta ser grande, se bem que se comece a notar alguma ligeira redução de porcos para abate. Os pesos andam na ordem dos 94,5-95kg carcaça, o que são pesos perfeitamente normais para o mercado alemão.

Na Holanda a cotação baixou 0,06€/kg carcaça, fixando-se a cotação em 1,45€/kg carcaça e na Bélgica manteve-se em 1,05€/kg PV.

A Dinamarca a cotação também se manteve, sendo de 1,34€/kg carcaça. Os dinamarqueses referem que o mercado se encontra tranquilo apesar de terem aumentado as vendas desta país para o Japão.

Em França a cotação baixou 0,003€/kg carcaça, fixando-se a cotação em 1,300€/kg carcaça, ou seja, é como se tivesse mantido. Os pesos subiram 600g para os 94,8kg de carcaça, o que é perfeitamente compreensível dado que houve dois feriados esta quinzena em frança, o dia 1 e o dia 11 de Novembro. Segundo informação do MPB, o mercado encontra-se equilibrado e as ofertas de porcos ajustam-se às necessidades dos matadouros e às vendas da carne.

Creio que as próximas duas semanas, que serão semanas completas para abates de porcos, visto não existirem feriados, serão cruciais para o desenrolar do mercado do porco a nível Europeu. Espera-se que possam haver subidas nas cotações.

Artigos

Final de Novembro estável, mas com tendência de subida02-Dez-2016 há 2 anos 7 meses 21 dias
Forte descida da cotação deixa produtores em alerta28-Out-2016 há 2 anos 8 meses 25 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags