Lenta mas paulatina subida da cotação dos porcos em Portugal

Nesta quinzena a Bolsa do Porco deu indicação de uma subida de 0,047€/kg carcaça.

6ª feira 17 Fevereiro 2017 (há 2 anos 5 meses 6 dias)
gosto

17 de Fevereiro de 2017

Tal como referi no título do meu último comentário, “grão a grão enche a galinha o papo” e é isso que se começa a verificar na cotação dos porcos em Portugal. A subida é lenta mas paulatina e segura. E é preferível que a cotação suba pouco do que não suba nada ou que desça. Começa a haver alguma maior procura de porcos e uma menor oferta o que implica alguma descida dos pesos.

Nesta quinzena a Bolsa do Porco deu indicação de uma subida de 0,047€/kg carcaça que a juntar à subida de 0,03€/kg carcaça da última semana de janeiro, perfaz uma subida total de 0,077€/kg carcaça.

O grande problema é que nem todos os matadouros acompanharam a totalidade desta subida e isto é sempre uma situação que provoca desequilíbrios no mercado, quer no mercado do porco quer, e principalmente, no mercado da carne.

Nas duas primeiras semanas de Fevereiro temos assistido ao regresso, em força, das promoções na carne de porco, o grande chamariz para os consumidores visitarem as grandes superfícies. O que eu pergunto é: como será possível que haja bifanas e costeletas de porco a serem vendidas ao público a 2,19€/kg? Quem entrega peças e/ou carcaças e a que preços que permite a venda ao púbico a estes preços?

Quem souber responder, que responda.

O mercado espanhol também subiu a sua cotação. Nesta quinzena a subida foi de 0,02€/kg PV, ou seja, cerca de +0,027€/kg carcaça fixando-se a cotação em 1,169€/kg PV (1,559€/kg carcaça). Os pesos em Espanha desceram 450g em carcaça nesta quinzena, estando nos 85,55kg, ou seja, menos 1,4kg do que era o ano passado na mesma altura e apenas mais 40g do que há 2 anos.

Em Espanha ou o matadouro reduz a procura ou a menor oferta existente tornar-se-á mais notória e os produtores começarão a reduzir vendas. Por outro lado, tudo o que os matadouros abatem está a ser colocado no mercado da carne e nada está a ser congelado. Esta situação faz aumentar a oferta de carne no mercado e torna difícil que os preços subam.

Por outro lado, e no que se refere ao mercado Europeu da carne de porco, a Tonnies (a empresa alemã de abate de porcos que representa 27% do mercado daquele país) perdeu a homologação de exportação de carne para a China o que implicará a procura de outros mercados para a colocação dessa carne, sejam eles mercados europeus ou de Países Terceiros. Para se ter uma noção do que estamos a falar, os dois matadouros da Tonnies que foram desomologados abatem 210 mil porcos por semana (em Portugal abatem-se cerca de 100-110 mil porcos por semana) e cerca de 20% desta produção era enviada para a China. Portanto, representa a carne de 20-25 mil porcos que terá que ser colocada noutros mercados.

O que é verdade é que, para a Tonnies vender essa carne, irá ter que ocupar o lugar que já está a ser ocupado por outra ou outras empresas. Por outro lado, o seu espaço no mercado chinês terá que ser ocupado por outras empresas. Veremos nas próximas semanas como se “arruma” o mercado europeu.

Na Alemanha a cotação teve uma descida de 0,05€/kg carcaça fixando-se a cotação em 1,57€/kg carcaça (voltou a descer o que tinha subido na quinzena anterior). Os pesos mantiveram-se em 96,3kg carcaça.

Na Holanda a cotação subiu 0,02€/kg carcaça, ficando-se em 1,55€/kg carcaça. Na Bélgica, a cotação baixou 0,02€ kg PV sendo de 1,05€/kg PV.

A Dinamarca manteve a sua cotação em 1,35€/kg carcaça. Os dinamarqueses referem que o mercado está europeu está parado e que o mercado asiático – China e Japão – começam a procurar mais carne.

Em França a cotação subiu 0,047€/kg carcaça fixando-se em 1,387€/kg carcaça. Os pesos subiram ligeiramente (+100g) estando em 95kg de carcaça (menos 500 g que na mesma semana de 2016). Há grande equilíbrio entre a oferta e a procura de porcos fruto, principalmente, da boa gestão que os produtores fazem da entrega de porcos aos matadouros. Isto também é sinónimo que não há excesso de porcos nas explorações e dá boas indicações para as próximas semanas.

De uma maneira geral, o mercado Europeu do porco está equilibrado e com tendência para se desequilibrar a favor da produção. Veremos o que nos trazem as próximas semanas.

Artigos

Finalmente uma ligeira subida. Grão a grão….03-Fev-2017 há 2 anos 5 meses 20 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags