Preço dos porcos sobe 7 cêntimos em Portugal na primeira quinzena de Fevereiro. Começam a faltar porcos na Europa?

Em Portugal a cotação dos porcos, na Bolsa do Porco, subiu 0,07€/kg carcaça na primeira quinzena de Fevereiro

6ª feira 16 Fevereiro 2018 (há 9 meses 28 dias)

16 de Fevereiro de 2018

Finalmente os porcos recomeçaram a subir em toda a Europa. O sinal mais evidente foi dado pela Alemanha que teve uma subida de 7 cêntimos numa só semana. Para o bem e para o mal, o mercado alemão tem forte influência em todos os mercados europeus e mais uma vez isto se comprovou.

O mercado europeu absorveu os excedentes de porcos que estavam atrasados devido aos feriados de Natal e Ano Novo, os pesos começam a baixar e a procura começa a ser superior à oferta. Tudo sinais positivos que se traduziram numa subida generalizada da cotação dos porcos em todos os países. De qualquer forma, este ligeiro desequilíbrio é mais notório na Alemanha e em Espanha, já que nos restantes países isto ainda não se nota.

Este aumento da procura de porcos para abate, por parte dos matadouros europeus, faz-se, não só, em função da melhoria da procura interna como também do aumento da procura de carne de porco europeia por parte de Países Terceiros (a China retomou a compra de carne). Esperemos que a procura continue neste trilho para que toda a fileira possa ser beneficiada.

Em Portugal a cotação dos porcos, na Bolsa do Porco, subiu 0,07€/kg carcaça na primeira quinzena de Fevereiro. Os pesos continuaram a baixar e a procura de carne segue sustentada. Apesar desta melhoria no mercado continuam a existir promoções de carne de porco, na grande distribuição, a preços muito baixos (abaixo de 2,00€/kg nalguns casos) e este é um muito mau sinal que se vai dando. Se as cotações dos porcos continuarem a subir, como é esperado, veremos como irão evoluir esses preços da carne e que consequências trarão ao comércio.

Em Espanha a cotação subiu 0,04€/kg PV (-0,054€/kg carcaça) fixando-se a cotação em 1,035€/kg PV (1,38€/kg carcaça) nesta quinzena. Os pesos baixaram 840g nesta primeira quinzena de Fevereiro mas continua 2,2kg acima dos pesos na mesma semana de 2017. Com a tendência de subida das cotações, os produtores começam a fazer alguma retenção de porcos, reduzindo ainda mais a oferta no mercado esperando que os preços subam e que se possam compensar com essa subida. Não esquecendo o “efeito Alemanha”, o mercado espanhol está mais “aliviado” de porcos e isso reflectiu-se na subida da cotação.

A Alemanha subiu a sua cotação 0,10€/kg carcaça, fixando-se em 1,40€/kg. Os pesos baixaram 400g e estão nos 96,4kg carcaça. Há menos oferta de porcos para abate na Alemanha, já que uma grande parte dos porcos para abate são leitões importados da Holanda e da Dinamarca e que são engordados e, talvez com receio de aparecerem problemas sanitários (a Peste Suína Africana encontra-se muito perto da fronteira alemã) as empresas terão optado por não comprar leitões para engorda e essa redução de entrada de animais implica, agora, um menor número de porcos para abate. O mercado da carne na Alemanha também mostra firmeza. Tem havido possibilidade de reflectir nos preços de venda dos matadouros e ao consumidor, as subidas das cotações dos porcos.

Quem beneficia com esta situação são os países vizinhos da Alemanha (principalmente a Bélgica), já que os suinicultores desses países têm maior procura dos seus porcos com a consequente subida das cotações.

Assim, a Holanda subiu a sua cotação 0,02€/kg carcaça fixando-se esta em 1,32€/kg carcaça. A Bélgica subiu, com significado, a sua cotação sendo a subida de 0,08€/kg PV fixando-se a cotação em 0,94€/kg PV.

A Dinamarca também acompanhou, parcialmente, o comportamento do mercado alemão e subiu a sua cotação 0,03€/kg carcaça, passando esta a ser de 1,17€/kg carcaça. Os dinamarqueses referem que o mercado da carne começou a subir, mas que ainda haveria razões para que pudesse descer. Em todo o caso, os dinamarqueses crêem que o preço da carne já atingiu o seu ponto mais baixo e que, a partir de agora, haverá condições para irem mantendo a subida.

A França subiu 0,05€/kg carcaça a sua cotação nesta primeira quinzena de Fevereiro tendo-se fixado em 1,152€/kg carcaça. Os pesos baixaram mais 300g para os 95,8kg carcaça. Apesar disso, estes ainda se encontram 800g acima dos pesos da mesma semana de 2017.

Chegados aqui, creio que haverá condições para que a cotação dos porcos possa continuar a subir, até que o calendário se aproxima mais da Páscoa, altura em que há maiores reduções no consumo de carne. Veremos o que nos reserva o mercado para as próximas semanas.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags