Leia este artigo em:

A tomografia computorizada como ferramenta na produção animal

A TC permite modelar o crescimento dos tecidos corporais dos animais vivos e poder assim estudar o efeito de diferentes factores (genética, sexo, nutrição) sobre este crescimento.

O conhecimento da composição corporal dos porcos ao longo do seu crescimento é de vital interesse para as empresas de genética, nutricionistas e para os produtores, a fim de optimizarem a sua produção desde diferentes pontos de vista (desde a nutrição adaptada às necessidades do animal até à determinação do peso óptimo de abate ou à obtenção do produto desejado pelos industriais da carne ou pelos consumidores). Esta composição pode-se determinar em animais vivos mediante um equipamento de tomografia computorizada (TC). A TC é uma tecnologia emergente que se aplica em estudos de produção animal. A TC baseia-se na emissão de raios X ao longo de 360º do corpo do animal que, ao penetrarem no corpo, se atenuam mais ou menos em função da densidade dos tecidos que atravessam. A aplicação de algoritmos de reconstrução às matrizes de dados de atenuação obtidas permite obter imagens do interior do animal. As vantagens da TC é que é uma tecnologia não invasiva pelo que permite determinar a composição corporal dos animais vivos (figura 1) e, no caso de ser necessário, em diferentes momentos ao longo do crescimento de um mesmo animal.

 

Evaluación de un cerdo vivo con un equipo de tomografía computarizada
Evaluación de un cerdo vivo con un equipo de tomografía computarizada

Figura 1: Avaliação de um porco vivo com um equipamento de tomografia computorizada.

 

No IRTA temos trabalhado na avaliação de porcos vivos de diferentes genéticas e sexos com a TC em diferentes momentos dos seu crescimento (30, 70, 100 e 120 kg) através do projecto “Avaliação in vivo do crescimento alométrico dos tecidos muscular e adiposo dos porcos segundo a genética e o sexo mediante tomografia computorizada” (INIA-RTA2010-00014-00-00). A partir das imagens obtidas em zonas anatómicas específicas, foi possível determinar diferentes medidas lineares ou curvilíneas e de áreas (espessura de gordura, área e perímetro do lombo, área e perímetro da gordura, etc. — figura 2). Assim, a partir das imagens de todo o corpo do animal e aplicando equações de previsão obtiveram-se a composição corporal (gordura, magro e osso) da carcaça inteira do animal bem como dos seus cortes principais. Isto permitiu estudar a evolução dos diferentes tecidos em função da genética e do sexo. Por exemplo, o crescimento alométrico da gordura e do músculo nos 4 cortes – presunto/perna, lombo, espádua/pá, entremeada/barriga e lombinho – dos porcos de diferentes genéticas e sexos apresenta-se nas figuras 3 e 4, respectivamente. Os resultados permitem ver que, em geral, a deposição de magro (R2: 0,993 e erro quadrático médio (RMSE): 0,486) foi proporcional ao peso vivo para todos os animais, independentemente da genética ou sexo. No que diz respeito à gordura (R2: 0,994 e RMSE: 0,293), trata-se de um tecido de maturação tardia. Neste caso observaram-se diferenças entre genéticas, sendo mais tardia a deposição da gordura nos animais de genética Landrace x Large White e nos machos castrados. Inicialmente, a deposição da gordura em porcos imunocastrados é como a dos machos inteiros mas, depois da segunda dose da vacina, é similar às fêmeas e aos machos castrados, com o que, controlando o momento da segunda vacina pode-se controlar a quantidade de gordura depositada pelos animais.

 

Medidas lineales, curvilíneas y de área obtenidas en imágenes de tomografía computarizada de la zona del lomo (espesor de grasa subcutánea superior- D y lateral F, y área y perímetro del lomo-G).
Medidas lineales, curvilíneas y de área obtenidas en imágenes de tomografía computarizada de la zona del lomo (espesor de grasa subcutánea superior- D y lateral F, y área y perímetro del lomo-G).

Figura 2: Medidas lineares, curvilíneas e de área obtidas em imagens de tomografia computorizada da zona do lombo
(espessura de gordura subcutânea superior- D e lateral F, e área e perímetro do lombo-G).

 

Crecimiento alométrico del tejido graso
Crecimiento alométrico del tejido graso

 

Crecimiento alométrico del tejido graso
Crecimiento alométrico del tejido graso

 

Figura 3: Crescimento alométrico do tecido gordo (a) e do magro (b) dos 4 cortes principais da carcaça – perna/presunto, lombo, espádua/pá e entremeada/barriga mais o lombinho em função do cruzamento genético (DU: Duroc x (Large White x Landrace); LA:Large White x Landrace; PI: Pietrain x (Large White x Landrace)).

Crecimiento alométrico del tejido graso
Crecimiento alométrico del tejido graso

Crecimiento alométrico del tejido graso
Crecimiento alométrico del tejido graso

Figura 4: Crescimento alométrico do tecido gordo (a) e do magro (b) dos 4 cortes principais da carcaça – perna/presunto, lombo, espádua/pá e entremeada/barriga mais o lombinho em fiunção do sexo do animal (MC: macho castrado cirurgicamente; ME: macho inteiro; HE: fêmea; MI: macho imunocastrado).

 

Actualmente está-se a trabalhar na avaliação do crescimento dos tecidos corporais e das características dos ossos em função do regime alimentar ao que foi submetido o porco através del projecto “Influencia da restrição e do aporte de fósforo na dieta de animais de abate fêmeas sobre o crescimento tissular avaliado in vivo mediante tomografia computorizada, a resistência óssea e as propriedades sensoriais da carne” (INIA-RTA2013-00040-00-00). Neste trabalho estudar-se-á, mediante TC, o efeito do período de restrição alimentar (em volume ou em energia) sobre a deposição da gordura) e o músculo assim como o efeito do fornecimento de fósforo na dieta na resistência dos ossos.

Assim pois, a TC é uma ferramenta de grande utilidade na produção suína já que permite modelar o crescimento dos tecidos corporais dos animais en vivo e poder assim estudar o efeito de diferentes factores (genética, sexo, nutrição) sobre este crescimento.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags