Forte descida do preço dos porcos para tentar encontrar escoamento para a carne

A cotação dos porcos voltou a descer na segunda quinzena de Setembro. A indicação dada pela Bolsa do Porco foi de uma descida de 0,122€/kg carcaça.

29 de Setembro de 2017

Na sequência do que já tinha acontecido no final de Agosto e na primeira quinzena deste mês, a cotação dos porcos voltou a descer na segunda quinzena de Setembro. A indicação dada pela Bolsa do Porco foi de uma descida de 0,122€/kg carcaça. É a sexta semana consecutiva de edução das cotações, sendo que o total acumulado é de 0,184€/kg carcaça.

Os dados do mercado europeu indicam que a descida não deve ficar por aqui.

E o que nos dizem os dados do mercado Europeu? Dizem-nos que a oferta de carne de porco é superior à procura, que os porcos, um pouco por toda a Europa, estão mais pesados e que o seu peso continua a subir, que os produtores pressionam para que os matadouros lhes matem mais porcos e que os mercados de Países Terceiros (leia-se a China) estão a comprar menos carne do que aquela que era expectável e, principalmente, que era necessário que comprassem.

Todos estes factos conjugados implicam uma pressão negativa para o mercado do porco Europeu.

E que se tem que fazer para que o mercado “dê a volta”? É preciso que ganhe competitividade, e esta ganha-se, numa primeira fase e de forma mais imediata, pela descida do preço tornando-o mais competitivo no mercado mundial.

Com o dólar americano desvalorizado face ao euro e com preços de base da carne de porco mais baratos em dólares do que em euros, a carne de porco dos países da América do Norte (Estados Unidos e Canadá) é mais competitiva do que a europeia e por isso, há mais dificuldades em vender a carne de porco da UE na China e nos países da Ásia.

Esta situação terá que ser revertida gradualmente, e os ajustamentos que se verificam nas cotações são prova disso mesmo. É de salientar que as descidas, de semana para semana, têm sido menores o que pode ser uma indicação que estamos mais próximo do tal equilíbrio. Os pesos vão aumentando, mas também aumentam menos de semana para semana.

Em Espanha a cotação baixou 0,096€/kg PV (cerca de 0,128€/kg carcaça), fixando-se a cotação em 1,293€/kg PV (1,724€/kg carcaça). Os pesos são mais elevados 2,4kg do que há 1 ano atrás.

Na Alemanha a cotação desceu 0,12€/kg carcaça passando para 1,58€/kg carcaça, tendo os pesos descido 100g para os 96,2kg carcaça.

Na Holanda a cotação baixou 0,08€/kg carcaça para 1,61€/kg carcaça e na Bélgica a cotação também baixou 0,11€/kg PV para 1,09€/kg PV. Segundo os holandeses, o seu mercado está demasiado pressionado, porque há porcos para abater mas os matadouros não os abatem porque o consumidor não compra carne, pois considera que esta está cara.

A Dinamarca baixou a sua cotação 0,07€/kg carcaça para 1,38€/kg carcaça.

A França desceu a sua cotação 0,071€/kg carcaça fixando-se a cotação em 1,272€/kg carcaça. Os pesos mantiveram-se nos 94,7kg o que contraria o que se passou em toda a Europa. O mercado francês está bastante estagnado e isso implica que haja menos venda de carne com a consequente descida dos preços para estimular o consumo.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags