Leia este artigo em:

A fileira suinícola espanhola é uma das mais pujantes da economia espanhola

A Espanha é o quarto maior exportador mundial de carne de porco, apenas superada pela Alemanha, Estados Unidos e Holanda, com um valor superior aos 4000 milhões de euros.

4ª feira 19 Outubro 2016 (há 2 anos 1 meses 21 dias)

A Ministra da Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente, Isabel García Tejerina e o Comissário da Agricultura e Desenvolvimento Rural da União Europeia, Phil Hogan, inauguraram, na passada semana, o III Fórum Internacional do Sector Suinícola, organizado pela Interporc (Interprofissional do Suíno de Capa Branca), que centrou os seus debates nos acordos internacionais no contexto global.

García Tejerina sublinhou que a fileira suinícola não deixou de crescer nos últimos anos, até se converter numa das mais pujantes da economia espanhola.

Na sua intervenção, a Ministra detalhou que em 2015 os animais abatidos superaram os 46 milhões, mais 10 milhões que no ano 2000; enquanto que a produção se aproxima aos 3,9 milhões de toneladas, o maior valor da história, com um valor de 5700 milhões de euros. Estes dados situam a Espanha como a quarta potência produtora mundial, atrás da China, Estados Unidos e Alemanha e no segundo país produtor de carne de porco da União Europeia.

A Ministra também destacou a “grande vocação exportadora” deste sector. Assim, em 2015, a Espanha colocou, nos mercados internacionais, cerca de 1,9 milhões de toneladas, o que a posiciona como a quarta maior exportadora do mundo, apenas superada pela Alemanha, Estados Unidos e Holanda, com um valor superior aos 4000 milhões de euros.

Também referiu que, em 2015, o volume exportado voltou a crescer (mais de 16%) bem com o valor (mais de 9%). Esta tendência acentua-se nos primeiros meses de 2016. Assim, a 31 de Julho, a fileira suinícola exportou cerca de 1,3 milhões de toneladas no valor de 2600 milhões de euros (+22% e +13%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2015).

A este respeito, a Ministra destacou a expansão das exportações em Países Terceiros, que aumentaram 58% para atingir os 977 milhões de euros, fruto de um aumento tanto do volume exportado (69%) como do preço médio de exportação (27%).

Em particular, a Espanha pode exportar para 104 países fora da UE, principalmente para a China, Japão, Hong Kong, Coreia do Sul e Filipinas. E este ano, o Ministério da Agricultura ajudou na abertura do mercado da carne fresca para o México e Chile, além de ter conseguido a autorização de que novos estabelecimentos pudessem exportar para a China.

Sexta-Feira, 14 de Outubro de 2016/ MAGRAMA/ Espanha.
http://www.magrama.gob.es

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim de notícias sobre o sector da carne de porco

Não estás inscrito na lista

07-Dez-201830-Nov-201823-Nov-201816-Nov-2018

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui