Leia este artigo em:

Aumenta o rendimento agrário espanhol

A produção animal teve uma subida de 2,6% relativamente a 2017 devido ao bom comportamento das produções, que aumentaram 4,5%, destacando-se os suínos.

5ª feira 10 Janeiro 2019 (há 9 dias)

O Ministério da Agricultura e Pescas, Alimentação e Meio Ambiente espanhol publicou as primeiras estimativas dos principais dados económicos do sector agrário em 2018, das que se depreende que a Renda Agrária mantém a sua senda de crescimento batendo um novo récord, ao se situar nos 29955,3 milhões de euros, com um aumento de 3,4% em relação ao ano anterior.

A Renda Agrária por Unidade de Trabalho Anual (UTA) aumentou 4,7%, para atingir os 34787,6 euros, devido ao aumento de 3,4% na rentabilidade agrária, combinada com uma diminuição de 1,2% no volume de trabalho na agricultura em UTA.

A evolução positiva da Renda Agrária tem, como principal factor, um novo récord histórico da Produção Agrária, com 53086 milhões de euros, suportado pelo bom comportamento da produção vegetal e animal, aumentos que foram contrariados, em parte, pelo aumento dos consumos intermédios.

Produção vegetal e animal

A Produção vegetal aumenta 6,5%, para os 32031,3 milhões de euros, aumento propiciado pelo bom ano hidrológico e que implicou fortes aumentos na produção em cereais (43,3%), plantas forrageiras (25,3%) e vinho e mosto (18,1%), culturas que sofreram uma seca aguda na campanha anterior.

O efeito do bom ano hidrológico foi ligeiramente contrariado por uma descida global de 0,3% dos preços no conjunto da produção vegetal, destacando-se particularmente as descidas registadas no azeite (-24,1%) e no vinho (-5,0%), produtos que vinham de máximos históricos na campanha anterior. Devido à sua importância, há que referir que as frutas atingiram o seu máximo histórico (10287 M€), aumentando em 848,2 M€ relativamente a 2017. Quanto às hortaliças, apesar de terem sofrido uma ligeira descida (-0,1%), mantiveram-se muito próximas do seu récord de 2017.

Pelo seu lado, a produção animal teve uma subida de 2,6% relativamente a 2017 devido ao bom comportamento das produções, que aumentaram 4,5%, destacando-se os suínos (6,4%), aves (5,2%) e ovos (6,9%). Estes aumentos viram-se contrariados pela descida de -1,8% dos preços no conjunto da produção animal, destacando-se a descida registada nos suínos (-6,2%).

Os consumos intermédios aumentam 6,2%, devido a um aumento de 2,9% nas quantidades consumidas, acompanhado por um aumento de 3,2% dos preços. Destacam-se os aumentos registados na energia (13,5%), devido fundamentalmente a um aumento dos preços de 13,6%, seguida dos fertilizantes 8,4% e rações 6,9%, aumentos devidos principalmente a um aumento no volume utilizado (+6,8% e +4,6% respectivamente).

Os subsídios totais, pelo seu lado, mantiveram-se praticamente constantes relativamente a 2017.

Evolução da rentabilidade agrária

A análise da evolução da Renda Agrária nos últimos anos mostra um crescimento constante no período 2012–2018 superando este ano, em 31,4%, a de 2012. Consolida-se, portanto, a tendência positiva com seis anos de rentabilidade crescente e, pelo terceiro ano consecutivo, récord histórico no valor da rentabilidade agrária.

Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018/ MAPA/ Espanha.
https://www.mapa.gob.es

Artigos relacionados

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim de notícias sobre o sector da carne de porco

Não estás inscrito na lista

18-Jan-201911-Jan-201914-Dez-201807-Dez-2018

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui