Leia este artigo em:

UE: ajudas a projectos de inovação para construir um sector agro-alimentar e florestal competitivo

O objectivo é construir um sector agro-alimentar e florestal competitivo, que contribua para a segurança alimentar, a diversificação das produções e dos produtos e o fornecimento de matérias-primas.

6ª feira 6 Julho 2018 (há 1 anos 4 meses 9 dias)
gosto

O Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentação publicou no Boletín Oficial del Estado a primeira convocatória de ajudas 2018, para a concessão de ajudas à execução de projectos de inovação de interesse geral, por grupos operativos da Associação Europeia para a Inovação, em matéria de produtividade e sustentabilidade agrícola (AEI-agri), no âmbito do Programa Nacional de Desenvolvimento Rural 2014 – 2020.

Através destas ajudas será apoiada a execução de projectos inovadores no âmbito agro-alimentar e florestal e no meio rural, de interesse geral para um sector. Estes projectos deverão partir de uma ideia inovadora para resolver os possíveis problemas que se têm que enfrentar no seu âmbito de acção.

O objectivo é construir um sector agro-alimentar e florestal competitivo, que contribua para a segurança alimentar, a diversificação das produções e dos produtos e o fornecimento de matérias-primas. para uso alimentar e não alimentar, aproveitando o conhecimento científico e aplicando-o de acordo com as suas necessidades.

O orçamento total para esta convite ascende a 12 milhões de euros, com um co-financiamento comunitário de 80%. A ajuda máxima por projecto são 600000 euros e o montante da ajuda dependerá do tipo de produto a que o projecto esteja focado, podendo atingir os 100% dos gastos.

Beneficiários

São alvo destas ajudas agrupamentos de agentes de mais do que uma Comunidade Autónoma ou de âmbito nacional, com distintos perfis, tais como agricultores, produtores pecuários, cooperativas, indústrias agro-alimentares, associações ou organizações sectoriais representativas. Também poderão solicitar estas ajudas universidades, investigadores ou centros tecnológicos, grupos de acção local e outros agentes, que cooperam para poder abordar, em conjunto, um problema concreto ou uma oportunidade sempre desde um enfoque multisectorial, partindo de uma ideia inovadora.

O financiamento destas ajudas está a cargo de fundos europeus FEADER (80%) e fundos nacionais do orçamento do Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentação.

Quinta-Feira, 28 de Junho de 2018/ MAPAMA/ Espanha.
http://www.mapama.gob.es

Última hora

Previsão de produção de cereais na UE mais baixa09-Jul-2018 há 1 anos 4 meses 6 dias
Principais empresas suinícolas da Rússia06-Jul-2018 há 1 anos 4 meses 9 dias

Notícias da Economia

Agricultura francesa na Europa de 2000 a 201511-Jul-2018 há 1 anos 4 meses 4 dias
Principais empresas suinícolas da Rússia06-Jul-2018 há 1 anos 4 meses 9 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim de notícias sobre o sector da carne de porco

Não estás inscrito na lista

08-Nov-201931-Out-201925-Out-201918-Out-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui