Leia este artigo em:

União Europeia: infecções por Campylobacter e Listeria continuam a aumentar

Segundo relatório EFSA e ECDC, os casos de listeriose e campilobacteriose aumentaram uma vez mais em 2014.

4ª feira 4 Maio 2016 (há 1 anos 9 meses 14 dias)

Segundo o relatório anual elaborado pela Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) e o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) sobre as zoonoses e doenças transmitidas pelos alimentos na União Europeia, os casos em humanos, de listeriose e campilobacteriose aumentaram uma vez mais em 2014, continuando com a tendência para subir, que começou em 2008. Da mesma forma, os casos de salmonelose aumentaram ligeiramente pela primeira vez desde 2008.

Em 2014 as infecções por listeriose em humanos aumentaram 16% em comparação com o ano anterior, com 2.161 casos confirmados. Ainda que este número seja relativamente baixo, preocupa o aumento de casos dado que a sua vigilância se centra nas formas graves da doença, com maiores taxas de mortalidade, especialmente entre pessoas idosas e imunossuprimidas. No entanto, a Listeria monocytogenes rara vez supera os limites legais em alimentos prontos para o consumo, fonte de origem alimentar mais comum das infecções humanas.

A campilobacteriose continua a ser a doença transmitida pelos alimentos mais comum na UE desde 2005, com 236.851 casos confirmados em 2014. Em comparação com 2013, produziu-se um aumento de 10% (22.067 casos) que poderia ser explicado devido às melhorias nos sistemas de vigilância e diagnóstico em vários Estados Membros nos últimos anos.

Em 2014 os casos de salmonelose aumentaram ligeramente pela primeira vez desde 2008, em parte devido a variações no número de Estados Membros que informam de surtos. Não obstante, de 2008 a 2014 tem havido uma tendência estatisticamente descendente significativa de casos, principalmente pelos programas de controlo de Salmonella estabelecidos em aves de capoeira. O número de surtos de Salmonella comunicados na UE diminuiu em 44% desde 2008.

O relatório de EFSA-ECDC abarca 14 zoonose e doenças de origem alimentar e baseia-se nos dados recolhidos por 32 países europeus (28 Estados Membros e 4 Estados não membros), ajudando a sua supervisão, controlo e prevenção.

Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2015/ EFSA/ União Europeia.
www.efsa.europa.eu

Última hora

Aumenta o consumo de carne de porco na América Central05-Mai-2016 há 1 anos 9 meses 13 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

Última hora

Um boletim de notícias sobre o sector da carne de porco

Não estás inscrito na lista

16-Fev-201809-Fev-201802-Fev-201826-Jan-2018

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui